Biografia de Mme de Souza

Adélaïde-Marie-Emilie Filleul nasceu em 14 de maio de 1761, filha de Marie Irène Catherine du Buisson e do burguês Charles-François Filleul, que mais tarde tornou-se secretário de Louis XV. Em 1767, orfã aos seis anos, Adeläide foi internada em um convento, e posteriormente levada à corte de Louis XV. Aos 18 anos, casa-se com Alexandre de Sébastien de Flahaut de Billarderie, conde de Flahaut de Billarderie em 30 de janeiro de 1779, tornando-se Condessa de Flahaut de Billarderie e mais conhecida por Condessa de Flahaut (CARPENTER, 2007, p. 10). Anos mais tarde, em 1792, Adélaïde foge de Paris devido à Revolução Francesa com o filho e emigra para a Inglaterra onde ingressa na Société des Émigrés em Surrey. Ao se tornar emigrante, Madame de Souza passa a depender das vendas de seus romances após seu marido ser guilhotinado em 1794, ano em que publicou seu romance mais conhecido e parcialmente autobiográfico, Adèle de Senange ou Lettres de Lord Sydenham. Após deixar o Reino Unido, muda-se para Suíça e, em 1798, retorna à Paris. Casa-se em 1802 com o diplomata português Dom José Maria de Souza Botelho Mourão e Vasconcelos e a partir de então passa a assinar por Madame de Souza (CARPENTER, 2007, p. 11). Dentre os admiradores de Madame de Souza, pode-se citar Tolstoy, o qual a mencionou em Guerra e Paz (1868-1869).

Tradução de Adèle de Senange
Trecho de Adèle de Senange

Verbete publicado em 14/08/2016 por
Patrícia Rodrigues Costa
Rodrigo D’Avila Braga Silva
Marie-Hélène C. Torres

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s